Extintor de incêndio molecular pode impedir que as baterias explodam.

ep_r_h9xpcj_16x9

 

Não tenha mais medo que o seu smartphone exploda.Cientistas projectaram um extintor de incêndio molecular activado pelo calor que poderá tornar as baterias de íões de lítio mais seguras. Estas fontes de energia são amplamente utilizados nos telemoveis, portateis e em todos os carros eléctricos, como os produzidos pela Tesla Motors. E embora os cientistas continuem a fazer as baterias melhor, há sempre o risco de que elas pegem fogo. Hoje na Science Advances, os investigadores apresentam uma solução, mostrando que um fósforo comum contendo um retardador que se chama TPP pode rapidamente apagar um fogo quando adicionado à solução do electrólito que transporta a corrente entre os terminais positivo e negativo da bateria. Melhorar a segurança vem com um grande compromisso embora: sacrificar o poder.O TPP amortece a condutividade do electrólito, de modo que os investigadores projectaram uma cápsula para manter os dois componentes separados. Fibras de tamanho micrômetro de um revestimento de polímero sensível ao calor foram criadas em torno do TPP, e quando o calor da bateria começa chegar a um ponto critico, o revestimento do polímero derrete, liberta o TPP no electrólito e pára a chama em menos de meio segundo. O sistema poderá ser colocado entre os polos positivos e negativos de baterias de ões de lítio, o que sec espera evitar que os carros eléctricos auto-dirigidos tenham o mesmo destino que aqueles hoverboards inflamáveis do Natal passado.

 

 

 

Traduzido de: http://www.sciencemag.org/news/2017/01/molecular-fire-extinguisher-could-prevent-batteries-exploding